Torcedora do Remo é agredida após jogo

Ingrid Ferreira precisou levar três pontos no rosto; segundo relatos agressor foi preso e liberado em seguida


Uma torcedora do Remo foi agredida fisicamente, em Belém,  por um torcedor do Paysandu. O ataque ocorreu após o jogo entre Remo e Bragantino Clube do Pará. Segundo a vítima, o agressor é integrante da torcida organizada Terror Bicolor.


Ingrid Ferreira, de 30 anos, relatou a Agência de Notícias Maria Boleira que estava indo ao banheiro quando foi parada por uma torcedora do Paysandu e uma discussão foi iniciada. No entanto, por retaliação, a torcedora do time adversário teria pegado a faixa da mão de Ingrid e saiu correndo para outro local onde havia outros torcedores. A torcedora do Remo foi atrás e percebeu que a garota teria se juntado a um grupo de homens. “Comecei a discutir com um torcedor,  peguei o boné dele e disse que devolveria o objeto quando tivesse minha faixa de volta e então ele me agrediu.”, garante. De acordo com Ingrid, as amigas dela evitaram outra agressão só que dessa vez com um capacete.


O agressor, identificado como Kazuo Ishida, foi preso em flagrante, autuado por lesão corporal e, segundo relatos, solto em seguida. A vítima foi levada, pelas amigas, para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). A jovem levou três pontos na face e passa bem. No período da tarde desta segunda-feira  (8), fez exame de corpo de delito no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves.


Ingrid frisa que é importante denunciar esse tipo de acontecimento. “Que torcedoras não se calem e nem  fiquem com medo, juntas somos mais fortes. Denunciem mesmo porque temos o direito de torcer livremente. Lutem para estarem nas arquibancadas e não deixem esse tipo de coisa impune”, conclui.


A organizada Terror Bicolor foi procurada, mas até a publicação desta reportagem não se manifestou em relação ao caso.